Projeto 2 - Grupo 3A: Apps na área Médica ou Social

Como proposta para nosso Projeto 2 da disciplina de Co-design de Apps, nos foram apresentadas duas ideias de áreas de interesse, sendo elas a área social e a área médica.

Primeira ideia: Na área de medicina

Visando contribuir de diversas formas para o bem estar de um público, escolhemos a área de medicina. Ao longo desta página vocês encontraram mais informações à respeito deste projeto. Antes da ida a campo, fizemos uma sessão de brainstorming para reconhecer e compilar as ideias dos membros do grupo. Durante este momento do projeto, surgiram diversas ideias dentre as áreas que a medicina abrange, dentre elas escolhemos cerca de 3 áreas possíveis:

  • Pediatria: Desenvolvimento de App interativo para informar crianças de forma simples e não trágica sobre doenças que estão presentes no dia-a-dia dos grandes centros urbanos.
  • Banco de Coletas: Desenvolvimento de App que contem utensílios para os doadores e alguns supostos receptores para coletas, como exemplo sangue ou mesmo medula óssea.
  • Diagnósticos: Desenvolvimento de App interativo para informar pacientes através de um banco de dados com informações sobre os sintomas presentes em diagnósticos à respeito de uma suposta doença que este paciente possa possuir.

Como processo de criação do aplicativo, fomos aprender um pouco mais sobre a área que escolhemos e nada melhor do que ir para o maior hospital da América Latina, o Hospital Israelita Albert Einstein. Lá nós conhecemos o Dr. Bento que nos conduziu até uma sala de aula para nos explicar um pouco mais sobre o hospital e o novo curso de medicina que estava começando lá. Depois disso, outras 3 pessoas de setores diferentes do hospital conversaram conosco para nos dar uma ideia das oportunidades para resolver algum problema deles com o app. Vimos várias oportunidades na parte de organização do próprio hospital como tracking de equipamentos médicos, organização do fluxo de pessoas e de enfermeiros no hospital. O banco de sangue e a área de pesquisa também foram outras áreas que poderíamos ajudar com o futuro aplicativo.

12212142_1015917371793626_2121085850_n.jpg

Segunda ideia: Na área social

Ao longo da semana do dia 03/11 nos reunimos com todos os membros do grupo para obtermos maiores informações e reforçar nosso período de Brainstorming, no entanto, nos vimos uma grande oportunidade na area social e por isso decidimos optar por algum app voltado para tal área.
Neste momento passamos a pensar então em uma área Social que pudéssemos trabalhar, foi então que levantamos o problema da grande quantidade de cães abandonados em canís na região mais próxima ao Insper. Mais precisamente pensamos em produzir uma plataforma que contenha dados dos cães contidos em canis e que estão disponíveis para adoção. Assim sendo, buscamos unir pessoas interessadas em adotar cães com os respectivos locais que dispõem desses animais. Acompanhe nosso processo de ideação e brainstorming nas fotos abaixo:
A imagem abaixo mostra o início de nosso raciocínio:

wiki1.jpg

Estas são as estratégias que vamos usar tanto para abordar pessoas como canis:

wiki2.jpg

Aqui está um esboço da ideia inicial do app:

wiki3.jpg

Consolidadando as ideias e// ida a campo:

IMG-20151112-WA0015.jpg

Após termos definido o tema para o nosso aplicativo (cachorros abandonados), procuramos nos focar mais detalhadamente sobre tal tema com algumas perguntas de referência com por exemplo: as principais causas que levam ao abandono, quão bem equipados estão os canis que abrigam os cães, se os canis recebem a quantia necessária de remédios para cuidar dos animais, entre outros fatores. Quando o grupo se sentiu confiante após essa pesquisa inicial, buscamos contato com 3 canis diferentes localizados na grande São Paulo, porém dos 3 apenas 1 entrou em contanto de volta, onde este se localizava em Itapecirica da Serra e portanto o visitamos. Na Pesquisa por canis procuramos dar enfoque aos canis que são exclusivamente para animais abandonados e não aos canis que possuíssem cães de raça ou filhotes para adoção. Durante a visita pelo canil "Cão Sem Dono", procuramos nos basear em perguntas já preparados por nós para tentar filtrar as respostas ao máximo e conseguir o resultado esperado para a pesquisa de campo.

IMG-20151112-WA0016.jpg

Após a visita completa pelo canil, conseguimos obter informações importantes para a construção do app, entre elas: este canil consegue a maioria dos medicamentos através de doações tanto de pessoas como de instituições sendo que essas doações algumas vezes não são suficientes para abastecer o canil com medicamentos necessários, o canil já está suportando sua capacidade máxima com 305 cães apenas nesse local com mais duas unidades sofrendo com o mesmo problema, além disso há poucos funcionários no local (7 especificamente) para a ajuda da limpeza e manutenção do canil que possui aproximadamente 350 mil metros quadrados. Além das informações citadas anteriormente, descobrimos que o canil que visitamos tinha uma das melhores infraestruturas dentre eles, que apesar de apresentarem condições mínimas para abrigar os cães, ainda faltava muitos recursos para deixar tal local ideal para os animais, entre as coisas que faltavam seria uma área de quarentena para que pudessem isolar cães com possíveis doenças ou cães que recém chegaram no canil para observarem se tivessem alguma doença.

IMG-20151112-WA0023.jpg

Retornando à ideação:

IMG-20151113-WA0007.jpeg

Após realizada a visita ao canil e entrarmos em contato com as partes necessárias, chegamos à uma conclusão para uma suposta integração entre as entidades solicitadas. Mais precisamente, essas entidades são o Centro de Inovação e o canil Cão Sem Dono. Junto com todos os membros do grupo começamos a desenhar e rabiscar algumas ideias e maneiras para solucionarmos o problema apresentado pelos funcionários do canil e as necessidades e propostas do Centro de Inovação. O Resultado pode ser visto nas imagens abaixo:

Detectando e mobilizando o problema e suas necessidades:

IMG-20151113-WA0003.jpeg

Métodos para solução e implementação das ideias:

IMG-20151113-WA0005.jpeg

Criação do logo:

Criamos alguns logos no Adobe Illustrator, ficamos com o último.

1º Protótipo Funcional:

Agora com as partes envolvidas comunicadas e iniciada a relação entre necessidades e possíveis contribuintes, iniciamos o processo de prototipagem da plataforma. Mais precisamente começamos a desenhar o real funcionamento de nossa plataforma. Em suma ela consiste em um App que integrará o canil com a entidade ou individuo que deseja cooperar, seja com serviços, doação, adoção de cão ou mesmo por indicação de terceiros.

Inicialmente tinha-se a ideia de que o App funcionasse apenas para supostos adotadores e o canil portador dos cães, mas com a visita à campo e observando o movimento e a necessidade do ambiente chegamos à conclusão de que há muito o que se pode fazer para melhorar a situação, sendo que essas ações são simples e não envolvem tantos recursos, mas pessoas dispostas à realizar boas ações. E é nisso que nossa plataforma visa trabalhar, "Cooperar para Ajudar".

Criação da tela login no Adobe Illustrator:

Illustrator000.png

Concretizando a Ideia:

1.jpg

A imagem acima ilustra mais um momento de brainstorming para agora fortificar e definir nossa ideia. Em nosso último encontro com nossa professora fomos alertados de que precisamos definir ainda mais nosso problema e a possível solução. Foi nesse momento que decidimos reconhecer os grupos sociais e entidades envolvidas através do método de Personas. O resultado prático disso foi o gráfico ilustrado na imagem acima.

Avançando um pouco mais com o resultado encontrado acima, fizemos uma distribuição do principal perfil das entidades e grupos sociais que buscamos trabalhar, vocês podem encontrar um pouco mais desses perfis e da ligação que estabelecemos entre eles pela imagem abaixo:

2.jpg

As ligações estabelecidas podem ser resumidas no contexto da ideia formalizada que chegamos ao final deste momento de raciocínio coletivo, esta solução será descrita no tópico abaixo.

Ainda falando das técnicas de reconhecimento das necessidades do público, fizemos um gráfico de Necessidades x Frequência, em que buscamos analisar as necessidades do usuário e ordena-las de acordo com sua frequência em nosso suposto App. O gráfico produzido é ilustrado na imagem abaixo, mais precisamente, encontramos mais necessidades que serão abordadas com maior frequência do que com baixa frequência ou mesmo com baixa necessidade, veja:

4.jpg

O App:

3.jpg

Após realizadas as pesquisas de campo fazendo uso das estratégias e técnicas para detectarmos as necessidades e os problemas que gostaríamos de resolver, chegamos então a uma conclusão para a proposta do aplicativo, que consiste em basicamente fazer uso da necessidade financeira das pessoas de comunidade carente para beneficiá-las assim como beneficiar as pessoas que possuem pouco tempo disponível nos centros urbanos mas que desejam adotar cães em canis distantes de suas residências.

Sabemos que na atualidade um grande problema para os Paulistanos é o tempo que dispomos para realizarmos todos os nossos deveres. Pensando a partir desse ponto, chegamos à um ponto em que buscamos encontrar pessoas que queiram adotar cães mas que não possuem tempo disponível para visitar os canis e realizar as etapas necessárias para a adoção. Assim sendo, nosso App busca minimizar essa distância fazendo uso de vídeos e um sistema "Delivery" para os cães.

Basicamente buscamos fazer um App com um catálogo dos cães disponíveis para adoção no canil em que seja possível selecionar um cão através de sua descrição ou mesmo de vídeos demonstrativos de seu comportamento. Como uma medida do canil, antes de finalizado o processo de adoção são realizadas algumas perguntas ao suposto adotador, ainda buscando minimizar a distância e as dificuldades no processo de adoção, esse processo pode ser realizado através de um vídeo do adotador descrevendo seu interesse na adoção, suas justificativas e uma breve descrição do espaço em que o cão ficará. Ressaltamos que essa possibilidade não impossibilita o usuário do App de visitar o canil e conhecer o animal desejado.

Mas é neste momento que entra a parte mais importante, a entrega do animal ao novo dono. Neste momento beneficiaremos três sujeitos; o novo dono, o canil e uma terceira pessoa que prestará serviços ao usuário. A entrega desse animal será realizada por uma pessoa específica que será identificada e registrada para evitar supostos transtornos para ambas as partes, esta pessoa será responsável por levar o cão do canil à casa do novo dono, sendo o pagamento deste deslocamento responsabilidade do novo dono do cão que solicitará a entrega.

Por fim, na imagem alocada no início deste tópico em que vocês podem observar como será a distribuição das abas no App.

Nosso Produto: DogSpot:

Antes de modelarmos realmente todas as abas, passamos por mais um momento de ideação em que desenhamos aba por aba e buscamos encontrar relações e disposição de botões de acordo com as necessidades e objetivo do App, assim sendo, o resultado pode ser visto abaixo.

PS: Usamos nossos colegas de classe para conhecermos um pouco mais de cada uma das necessidades e gostos do público.

12348698_1029532573765439_485192243_n.jpg

Após mudanças e mais mudanças, ideação após ideação e diversas discussões do grupo, nos orgulhamos em dizer que finalmente terminamos nosso App:
https://invis.io/7Q547ES6U

Ao longo do desenvolvimento fizemos diversos estudos sobre o tipo de interface que mais agradaria nosso público alvo, entre essas interfaces destacamos as cores, fontes e mesmo o logo. Como vocês podem ter notado, nosso App passou por vários tipos de logos como foi exemplificado acima, além disso desenvolvemos o seguinte raciocínio:

  • Sabemos da necessidade da sociedade atual em agilizar os processos diários para maximizar seu tempo com atividades mais relevantes. Pensando nisso moldamos um App que agiliza o processo de adoção de cães que naturalmente despende muito tempo tanto do canil como dos interessados na adoção. Assim sendo, nosso App faz uso de vídeos para coletar dados e conhecer um pouco mais do adotando e do espaço disponível para o cão.

Nosso produto final consiste em um App que trata de diversos problemas da sociedade atual. Buscamos resolver o problema da grande massa de cães abandonados na Grande São Paulo, com a "correria" do dia-a-dia da população em geral e com a falta de emprego gerada nas camadas populares pela atual crise brasileira. Assim então, temos orgulho de mostrarmos nosso real produto em suas respectivas abas.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License