Projeto 2 - Grupo 2A: Apps para Medicina

*Enconro #1*
Grupo 2A - Rafael Amoroso, Gabriel Guimarães, Yves Sakamoto, Rodrigro Lopes

Para o segundo projeto de Co-Design foram dados duas opções de temas: Social e Medicina. Nosso grupo optou pela Medicina.

Com isso em mente tivemos a oportunidade de participar de uma conversa com o Dr. Bento do departamento de Nefrologia do Hospital Albert Einstein. Nesta conversa discutimos o dia-a-dia do hospital, os problemas enfrentados pelos médicos. Problemas que vão da dificuldade de acompanhar pacientes crônicos até o excesso de intimidade gerado por soluções como o WhattsApp. Um recurso interessante apresentado pelo mesmo foi um aplicativo chamado Einstein Móbile, onde cada medico consegue visualizar informações sobre cada um de seus pacientes, localização, atualização do status e exames.

Em sala fizemos um levantamento de idéias, em como trabalhar com o tema e possíveis idéias quanto ao que fazer. Tivemos uma idéia direcionada a auxiliar indivíduos que tenham prescrições medicas quanto a remédios, a idéia seria usar uma caixa de medicamentos conectada uma pulseira eletrônica(smartwatch), a mesma sofrendo algumas alterações de software, conectando ambos os sistemas por intermédio de um aplicativo. O objetivo seria ajudar pessoas que precisam tomar diversos remédios por dia, na hora de tomar um determinado medicamento a pulseira avisaria o usuário por um código de cor que também estaria acesso na caixa de medicamentos.

20151027_115443.jpg20151027_115449.jpg20151027_115502.jpg

Apos esta etapa realizamos uma visita ao hospital Albert Einstein, onde participamos de uma dinâmica com representantes de varias áreas dentro do hospital. Nos foi apresentado áreas como Terapia Intensiva, Acompanhamento de Pacientes Crônicos, Banco de Sangue, Transplante de Órgãos e Radiologia. Infelizmente houveram imprevistos e alguns representantes não atenderam a dinâmica. Contudo conseguimos ver que o que queríamos era trabalhar com pessoas, então escolhemos trabalhar com a Coordenação de Pacientes Crônicos.

20151029_140052.jpg20151029_140100.jpg20151029_140555.jpg20151029_140819.jpg20151029_140822.jpg20151029_140823.jpg20151029_141047.jpg20151029_141345.jpg20151029_141346.jpg

*Encontro #2 *
Depois de nossa visita ao Einstein, precisávamos fazer um apanhado geral das nossas idéias e observações através de um brainstorming, e registramos em um mapa conceitual na lousa. Durante este processo percebemos que seria interessante falar com algum profissional para sanar duvidas quanto ao tratamento de paciente crônicos, interesse este que seria sanado com um contato direto com um profissional da área. Pensamos também qual seria a melhor abordagem, que traria o maior numero de informações possíveis.

20151109151008.jpg

Nos reunimos com a professora Heloisa Neves, Co-Design de Apps, para expor o andamento do projeto assim como de nossas discussões, avaliando o que tínhamos feito até então e se tínhamos um planejamento quanto os próximos passos.
Infelizmente houve uma demora considerável para que fosse possível entrar em contato com um especialista do Hospital Albert Einstein, portanto para que fosse possível a completude das etapas do trabalho, assim como o trabalho em si, nas datas estabelecidas, fomos fortemente aconselhados a buscar fontes alternativas para nossa pesquisa de campo. No caso desta equipe buscamos o Dr. Angelo Monesi, psicólogo do Instituto Ghelman de Medicina Integrativa, localizado no Bairro de Pinheiros.
Durante a entrevista de campo não utilizamos nenhuma técnica específica, achamos que o melhor era ter um bate-papo informal e escutar tudo que o Dr. Angelo tinha a dizer sem se preocupar com o tempo. Esta estratégia se mostrou acertada, discutimos sobre a natureza do Co-Design, pacientes crônicos e o trabalho desenvolvido na clinica. Através desta conversa percebemos que a medicina integrativa descrita, se assemelha em muito ao Co-Design.

Preparo para entrevista com psicólogo sobre doenças crônicas:

7bc8abe3-11f3-4ed4-91ac-7f7c525ef6dd.jpeg

Referências para o preparo para entrevista:

-Aplicativo Sírio Libanês
-Instituto Ghelman Medicina Integrativa
-App Fitness Pro
-App Sworkit Pro
-App Moves
-App Saúde (Iphone)
-Artigo sobre doenças crônicas:
-http://portalsaude.saude.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=11371&Itemid=697
-http://www.novartis.com.br/_saude/Apoio/doencas_cronicas.shtml
Vídeos da entrevista:

Quando um paciente dá entrada na clinica ele passa por uma avaliação medica, psicológica e nutricional. Os profissionais da clinica então se reúnem e decidem qual será o tratamento ideal para o paciente levando todos esses fatores em consideração. O tratamento consiste não apenas em medicamentos, mas em aconselhamentos psicológicos, como mudança de hábitos, e uma parte importante é referente a nutrição, onde o paciente aprende varias receitas que trazem benefícios para a sua patologia em questão.
Um ponto importante levantado pelo Dr. Angelo, foi que nunca se deve passar uma mensagem negativa para o paciente, pois as mesmas não são eficientes. Ele deu o exemplo das propagandas em caixas de cigarro, que mostram imagem negativas quanto ao uso do cigarro, imagens estas que só estão lá por permissão da industria tabagista, pois a mesma sabe da sua ineficiência. Ao invés de dizer que o individuo se tornara impotente sexualmente, uma mensagem mais eficaz seria que ele poderia jogar futebol com o filho ao parar de fumar pois teria mais capacidade física. Seguindo este raciocínio, mensagens positivas quanto ao avanço do pacientes são de grande importância, incentivando a continuidade do tratamento.
Outro tópico interessante levantado durante a entrevista foi que nosso app poderia conter noticias quanto ao tratamento da patologia do paciente, poderia haver uma certa rede social de pessoas com o mesmo tipo de problema que poderiam se juntar para fazer uma atividade física por exemplo. Através do app o paciente poderia fazer um tipo de diagnostico, por exemplo medir o índice glicêmico, mostrando um gráfico de progresso, uma solução gamificada que estimularia o paciente a melhorar (ao mesmo tempo mandando mensagens positivas quanto ao progresso do paciente).

Mapa de Idéias da entrevista para o Aplicativo

28eab150-69ee-422c-bcd2-d8dd62ee95cf.jpeg
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License