Grupo 6A - Yves, Rodrigo Catto

Projeto #1 Aula_1

Com enfoque na Biblioteca Telles utilizamos um desenho, feito em papel cartão, semelhante a planta do andar principal onde ficam os 'nerdbox', computadores e acervo. A principal tática foi se apresentar como estudante de engenharia, normalmente gerando perguntas relacionadas ao curso ou a maquete consequentemente aumentando a empatia inicial com o usuário. Outra parte importante do primeiro contato era procurar grupos de amigos, aumentando as chances de encontrar estudantes que reconheceriam a maquete. Após essa etapa na maioria das vezes não se mostrava necessário o uso de muitas estrategias, uma vez que, a maioria já se sentia a vontade para criticar bastante apenas com perguntas diretas do tipo: 'Você reorganizaria a biblioteca de alguma forma?', 'Quais os principais defeitos?'. Contudo o grupo sempre anotava as opiniões em post-it's para mostra-los e gerar reflexões mostrando a opinião dos outros aos entrevistados para tentar entender melhor os problemas.
Essa estratégia funcionou muito bem e conseguimos uma variedade de opiniões de professores, funcionários do local, bixos e veteranos. Considero que obtemos o desejado já que foi possível entender com mais profundidade os principais problemas da biblioteca.

Projeto_1 - Aula #2

Na segunda aula da atividade analisamos os dados por um método chamado Why How, como podemos ver nas imagens ao lado.

Neste processo começamos colocando na lousa um problema e a cada "Why?" que fazíamos sobre o problema subíamos 1 nível, até chegar a um ponto em que o "Why?" não fazia mais sentido. Depois iniciamos a baixar os níveis perguntando "How?" até uma solução plausível para o problema.

IMG_20150908_114435796.jpg IMG_20150908_114419130.jpg IMG_20150908_114438397.jpg

2ª parte da alua:

Após a análise dos dados e tendo em vista os possíveis aplicativos que poderíamos criar, resolvemos nos ater a uma idéia:
-Gostaríamos de fazer um aplicativo que fosse centrado na biblioteca. Ele iria dizer de forma gráfica se as salas de estudos estão ocupadas ou desocupadas, quantas pessoas estão em cada sala e quais são as frequências de utilização da sala pelo dia e horário. Assim, o cliente poderia verificar qual o horário mais propício para tentar estudar com seus colegas em uma sala de estudo. Pensamos também em fazer um esquema de agendamento de horário, mas isso iria contar com o comprometimento de todos os alunos que não é muito bom. Assim, o agendamento so poderia ser feito para as duas maiores salas de estudo da biblioteca localizadas no 1º andar.

Desenvolvimento do Sketch do Aplicativo:

IMG_20150908_114442765.jpg

Projeto_1 - Aula #3

Na segunda aula da atividade analisamos os dados por um método chamado Why How, como podemos ver nas imagens ao lado.

Neste processo começamos colocando na lousa um problema e a cada "Why?" que fazíamos sobre o problema subíamos 1 nível, até chegar a um ponto em que o "Why?" não fazia mais sentido. Depois iniciamos a baixar os níveis perguntando "How?" até uma solução plausível para o problema.

IMG_20150908_114435796.jpg IMG_20150908_114419130.jpg IMG_20150908_114438397.jpg

2ª parte da aula:

Após a análise dos dados e tendo em vista os possíveis aplicativos que poderíamos criar, resolvemos nos ater a uma idéia:
-Gostaríamos de fazer um aplicativo que fosse centrado na biblioteca. Ele iria dizer de forma gráfica se as salas de estudos estão ocupadas ou desocupadas, quantas pessoas estão em cada sala e quais são as frequências de utilização da sala pelo dia e horário. Assim, o cliente poderia verificar qual o horário mais propício para tentar estudar com seus colegas em uma sala de estudo. Pensamos também em fazer um esquema de agendamento de horário, mas isso iria contar com o comprometimento de todos os alunos que não é muito bom. Assim, o agendamento so poderia ser feito para as duas maiores salas de estudo da biblioteca localizadas no 1º andar.

Desenvolvimento do Sketch do Aplicativo:

IMG_20150908_114442765.jpg

**Link do projeto no Balsamiq:*https://codesigndeapps.mybalsamiq.com/projects/grupo_6a/grid

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License