Grupo 10A - Rafael Ismael, Bruno Mimura

Aula 1 - Pesquisa em campo
Para este nosso primeiro trabalho de co-design de aplicativos fomos designados com a função de criar melhorias para o ambiente do Insper, seja para funcionários, seja para alunos. Dito isso, decidimos focar nosso projeto em um ambiente muito usado por alunos. Seja para estudar ou seja para alugar livros e fazer pesquisas na internet.
Nós decidimos usar o método da observação do ambiente e o das perguntas aos usuários utilizando os 5 "Porquês".
Na nossa primeira visita à biblioteca conseguimos perceber de cara, que as salas de estudos estavam todas ocupadas, seja por um grupo de pessoas, ou por um ou dois alunos, apenas. Com isso decidimos ver se em outros horários esta ocupação total também ocorria e foi isso o que ocorreu. Vimos que principalmente após o término da aula das 17:45 as salas estavam todas ocupadas. Além disso descobrimos que devido a lotação nas salas de estudos, alguns optam por estudar em salas vazias do 4o andar.
Em relação ao aluguel de livros entrevistamos o Daniel Freitas, que é um funcionário da biblioteca. Segundo ele o único problema relacionado ao aluguel de livros é o de que as etiquetas que apitam quando o aluno não passou na bancada para alugar o livro, as vezes não funcionam corretamente e apita mesmo que o aluno tenha passado o livro na bancada para fazer o aluguel. Ainda segundo ele um problema que existia era o de que o software de aluguel de livros tinha vários "bugs", porém isso foi consertado devido a atualização do software da biblioteca.
Com nossa ida a campo conseguimos ver que o maior problema está relacionado a utilização das salas de estudo e nem tanto relacionado ao aluguel de livros.

image.jpgIMG_20150914_184831898_HDR.jpg

Aula 2 - Brainstorming e Paper Prototyping

Esta aula teve como objetivo transformar os problemas que encontramos na nossa pesquisa de campo em soluções através da concepção de ideias de Apps. Para realizar esta tarefa, nós aprendemos duas técnincas, a de "Agrupar e Selecionar" e a
"Why/How". A primeira seria o início do processo, e teria como objetivo escolher qual problema abordar. Já a segunda técnica ensinada deveria chegar a uma solução, a um como ou "How", a partir de um porquê, ou "Why". Ela funciona da seguinte maneira. Primeiro escreve-se o problema a resolver. Em seguida, deve-se entender mais profundamente o problema, perguntando o porquê deste problema, e repetí-lo quatro vezes. Terminado isto, é hora de chegar a uma solução, perguntado-se como, de novo, repetindo quatro vezes. Terminado esta etapa de concepção da ideia do App, era hora de construir um "Paper Prototype", um esquemático de como funcionaria o aplicativo feito com folhas de papeis.

  • Why/How:
IMG_20150914_213028315.jpgIMG_20150914_213030154.jpg
  • Paper Prototyping:
IMG_20150914_214425354.jpgIMG_20150914_214430524.jpgIMG_20150914_214435938.jpgIMG_20150914_214458894.jpgIMG_20150914_214453019.jpgIMG_20150914_214448413.jpgIMG_20150914_214442659.jpg

Aula 3 - Feedback dos usuários

Nesta aula 3, cada grupo teve a presença de dois usuários para utilizar o aplicativo no protótipo de papel, esta atividade teve como finalidade identificar alguns problemas no uso do app, como por exemplo se ele era intuitivo na hora de se usar ou não, ou até receber algumas dicas de cada usuário de como o app poderia ser melhorado.
Na questão do app ser intuitivo, não tivemos nenhum problema muito grande, em geral os entrevistados conseguiram usar o aplicativo com muita facilidade, o único problema que surgiu com um dos usuários foi em relação ao desenho do "paper prototypin": que o confundiu.
Nós consideramos o feedback que recebemos muito útil, já que ambos os usuários deram as mesmas dicas para a melhoria do aplicativo, eles sugeriram adicionar algumas outras funções ao invés de ter apenas a data de devolução do livro, como a localização do livro na biblioteca, o valor da multa a ser pago quando há o atraso da devolução do mesmo e também sugestões de livros de acordo com o tema do livro alugado.

Vídeo do usuário

Link

Com isso chegamos a conclusão de que devemos nos focar mais em algumas outras funcionalidades do nosso aplicativo a fim de deixá-lo um pouco mais complexo. Na questão da facilidade de uso do aplicativo, nós não temos muitos problemas, já que o aplicativo é bem simples. Entretanto, quando adicionarmos outras funcionalidades seria de extrema importância termos outra atividade desta com o usuário para sabermos se o aplicativo continua intuitivo e simples.

Grupo - Projeto 2

Rafael Ismael, Riccardo Soffner, Bruno Mimura, Pedro Freitas, Felipe Novi

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License