Eric Otofuji

Esta é a página de Eric Otofuji do curso de co-design de apps do segundo semestre da turma pioneira de engenharia do Insper. Nesta página, o progresso do curso feito por Eric será documentada. Dessa forma, será possível acompanhar todo o progresso feito e, caso queira, também você será capaz de reproduzir, passo a passo, o que for feito aqui. Seja bem-vindo ao fascinante mundo do co-design!

Abaixo, uma explicação sobre a a importância, vantagens, desvantagens e quando usar a co-criação com usuários.

Esse processo de identificação se deu na manhã de 1º de setembro no campus do Insper, do primeiro subsolo ao sexto andar, passando por diversas localidades no campus. O objetivo da validação é compreender qual é a grande dor dos estudantes do Insper para abordá-la no projeto 1 de co-design de apps.

Eu vi que os estudantes estão, de forma geral, bastante satisfeitos com o Insper, muitos dizendo ser difícil encontrar um problema para apontar devido à alta qualidade acadêmica e estrutural do Insper. Entretanto, observei que as coisas não são perfeitas e, instigando um pouco, os alunos não demoram para começar a processar mentalmente sobre suas dificuldades e começar a listar suas principais dores. Naturalmente, o que falam primeiro é a maior dor, por ser a que se lembram de forma mais imediata. Apesar do consenso de o Insper ser muito bom tanto em aspectos estruturais quanto em excelência acadêmica, ouvi que existem vários pontos a serem melhorados. Entretanto, apesar do escopo de tipo de aluno ser razoavelmente parecido, existe discrepância muito grande no que tange ao que é a dor mais elementar, não havendo convergência para uma única dor. Destarte, há uma difusão entre várias demandas, em sua vasta maioria muito relevantes e necessárias, mas a dispersão impossibilita uma convergência única em torno do problema mais crítico. Todas, entretanto, são questões essenciais que cheguem ao conhecimento da direção para uma ação rápida e efetiva na resolução eficaz desses problemas.

Esse processo confirmou o que eu já sabia que existem vários problemas no Insper em que os alunos se sentem insatisfeitos e urgem por uma rápida como resolução eficaz desses problemas. Acrescentou, entretanto, que existe uma difusão grande de uma gama de grandes problemas para os quais existe relativa convergência, mas não uma clara convergência em torno de um problema mais grave. Representou a novidade de que existem diversas frentes de melhoria. Outro ponto curioso é que, frequentemente, os alunos de economia e administração de empresas fazem comparações do Insper com a rival FGV na hora de pensar sobre dores que sentem.

Trouxe o insight da possível oportunidade de fazer a coleta dessas informações, verificando a relevância e pressão dessas demandas, na atuação conjunta com a direção da escola para a resolução eficaz desses problemas, impactando fortemente toda a comunidade Insper em prol de uma escola cada vez melhor, quebrando novos recordes de excelência. Dessa maneira, as principais dores dos alunos podem ser resolvidas. A solução deve girar em torno deste escopo para atender o cerne da principal necessidade dos alunos.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License